terça-feira, 15 de julho de 2014

"Eu Sou a Minha Maior Saudade"

POR: Raquel Morelli
(Retirado do livro "Minhas Palavras")
Fonte: Google

Às vezes eu sinto saudades. Uma saudade muito grande. Saudades de mim mesma. Saudades de quem eu era, das coisas que eu costumava fazer, no que eu pensava, em que (ou quem) eu acreditava. Saudades também das roupas que eu usava, dos lugares que eu frequentava. Saudades dos jantares de domingo com a família reunida na casa da minha avó. Saudades das revistas que eu lia, das músicas que eu escutava, dos CDs que eu comprava pra ouvir no rádio ou até mesmo no "discman" (opa, alguém se lembra dele?). Saudades dos filmes a que eu assistia, dos livros que eu lia e saudades de não precisar tanto dessa tal de 'internet'. Saudades das aulas no ensino fundamental e médio, de algumas amizades, dos professores, dos ídolos e de toda a ingenuidade que eu tinha no passado.  
Às vezes dá saudades, só isso.
Não que hoje eu seja uma pessoa totalmente diferente do que eu era. Não, o tempo passou, mas eu no fundo, ainda tenho muito do meu "eu" do passado. Sim, não é apenas na aparência que eu não consigo envelhecer, pois, apesar de eu estar praticamente na casa dos vinte anos (28 de janeiro cadê você?), as pessoas sempre acham que eu aparento ter 14 ou 15 anos... 
Ah, quem me dera!
Uma verdade que eu nunca acreditei era que eu ia sentir falta de toda essa época. Que bobagem. Claro que eu sinto...
Mas obviamente eu cresci, eu vivi, eu amadureci. Apenas isso.
Ao pensar no passado, eu percebo que tudo aconteceu no seu devido tempo. No fim, tudo que tinha que ter acontecido, aconteceu. E vejo que, se no passado, minha "eu antiga" sonhou com algo que não aconteceu, era pra ser justamente assim. Não era pra ser.
Mas eu sinto saudades sim, claro. De sonhar, de pensar, de amar, de fazer, de ser quem eu era. Criança, pré-adolescente, adolescente.
É vida adulta, olha você aí! Chegou!

No fundo, talvez eu seja a pessoa que eu sinta mais saudades...

Nenhum comentário :

Postar um comentário